Percepção, referência e justificação epistêmica

Resumo: O objetivo geral deste projeto é estudar processos de percepção sensória e significação no âmbito de teorias da justificação epistêmica contemporâneas. O problema central é como entender as razões que sustentam crenças empíricas com base na experiência, dado o caráter meramente causal da percepção diante da dimensão normativa do conhecimento proposicional. Em específico, objetivamos avaliar teorias da justificação que apresentem respostas a esse problema no contexto de novas descobertas das ciências cognitivas, que sugerem a impenetrabilidade cognitiva de processos perceptivos primários. O conteúdo da experiência, deste modo, não seria afetado por conceitos e, assim, estaria imune aos efeitos responsivos da justificação epistêmica. Essa abordagem sugere, como consequência, o esgotamento de teorias da justificação fundacionistas e internalistas clássicas que apelam aos dados dos sentidos. Na esfera semântica do problema, discutiremos a influência de abordagem externalista sobre o conteúdo da experiência, segundo a qual esses estados mentais são parcialmente determinados por fatores externos ao sujeito. Entre as teorias da justificação epistêmica estudadas estão aquelas presentes nas Epistemologias da Virtude e teorias pragmatistas, que pressupõem, em princípio, análises teóricas que superam o dualismo interno/externo, natural/normativo que caracterizam, em parte, o debate na epistemologia analítica.

Data de início: 2019-05-01
Prazo (meses): 36

Participantes:

Papelordem decrescente Nome
Aluno Mestrado Hênio Santos de Almeida
Coordenador José Renato Salatiel
Pesquisador Felipe Azevedo Bosi
Pesquisador John Herbert Bolender
Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910